Arquivos Aeronáuticos no Google+

PASSAGEIRO FILMA QUEDA DE AVIÃO

O passeio de um grupo de pessoas, a bordo de um pequeno avião, por pouco não terminou em tragédia. A aeronave caiu enquanto sobrevoava uma área de reserva ambiental no estado americano de Idaho. Por sorte, o acidente não teve vítimas fatais. O piloto foi quem mais se machucou, mas ainda assim não corre risco de morte.

Um dos passageiros filmou o acidente em detalhes, e publicou o vídeo no YouTube. Na descrição, ele explica que a viagem foi planejada com muita antecedência e, empolgados com o passeio, todos tinham uma câmera na mão, registrando o voo.

Image and video hosting by imageshack

O grupo havia feito caminhada em uma montanha, e voava em direção a uma pequena vila, onde jantaria. “Depois de decolar, nos chocamos com um bolsão de ar, o que nos fez perder altitude rapidamente, e nos empurrou para baixo, no meio das árvores”, diz a descrição.

Os passageiros foram socorridos por duas pessoas que acampavam no lugar. A dupla saiu para buscar ajuda, e encontrou um paramédico aposentado e um bombeiro, que também foram ajudar. Cerca de uma hora depois, os bombeiros enviaram um helicóptero para o salvamento. “Nós realmente apreciamos muito a ajuda e esforço de todos. Nos sentimos abençoados por pessoas tão boas terem respondido tão rápido”, escreveu.

10 comentários:

  1. ...desculpe a ignorancia de um simples entusiasta...mas...no video, pela camera back set view,parece que o avião perde altura apos a curva, vindo da decolagem...não terá sido falta de potencia para realizar a curva? ou ainda, alem desse fator, ter ignorado a posição do vento ou a corrente ter se invertido? bolsão de ar?não estaria baixo ainda para uma termica?
    Mais uma vez desculpe se estou sendo leigo demais. obrigado.
    ps: o trabalho do blog é realmente excepcional em suas deveras pertinentes matérias. parabens.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia @Julio Cesar

    Respondendo sua pergunta, os seguintes fatores devem ser analisados para o julgamento que define a perda da altitude ou dificuldade na razão de subida da aeronave:

    1- Peso da aeronave;
    2- Pressão QFE do AD; (QFE = ALTITUDE NMM)
    3- Temperatura; (ISA Padrão 15º C)
    4- Gradiente Térmico.(-2ºC/1000ft)

    Um avião não perde altitude em curva, o piloto realiza procedimentos para que não exista a perda de altura. O vento acredito que não tenha influência neste caso, visto que o vento é a massa se deslocando advectivamente favorecendo ou não a VA por proa/calda ou Través, por este motivo acredito que o vento não influencia.

    Em relação a estar baixo demais também não causa instabilidades, o que causa são as massas e fatores especificados acima.

    Espero ter esclarecido um pouco sua dúvida!!!

    Abraços
    Aruk

    ResponderExcluir
  3. Bom dia a todos. Se me permitem, vou fazer uma correção na postágem do ARUK. Quando voamos, temos TRES velocidades a considerar: VI/MK, velocidade do PILOTO. VA, velocidade do AVIÃO. VS é, VA MAIS ou MENOS O VENTO. VA, varia com a altitude, quanto mais ALTO, MAIOR SERÁ A VA.

    ResponderExcluir
  4. SR Torres

    Não entendi a correção observada, onde esta o erro?

    ResponderExcluir
  5. Amigos, obrigado pela conversa formal sobre o assunto e vou aqui expressas minha opinião sobre o fato. Bom, a meu ver o avião estava pesado d+ para o referido voo. Dá para ver nitidamente que o avião correu a pista d+, e em certo momento, retornou, mas o piloto insistiu no voo. Devia era ter abortado a tentativa de decolagem, pois ainda tinha como fazer. Durante a tentativa de voar, via-se claramente que o avião estava "embarrigado" e sem velocidade suficiente para subir. O piloto excedeu a capacidade de voo da aeronave e deu no que deu. Obrigado também aos elogios ao Blog.

    ResponderExcluir
  6. Fred vc foi único que deu uma explicação embazada na prática. E o único que se fez claro sobre o assunto. Concordo, e o parabenizo.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado a todos pelo esclarecimento. Acredito ser essa uma parte positiva das postagens, a troca de informação e esclarecimento.
    Fred, de fato quando sugerir com a primeira pergunta..falta de potencia na curva, pensara sobre o fato do excesso de peso para a aeronave, que decolara com dificuldade. Entendo Aruk, que o piloto manobra para não perder altitude. Manobra que deve compensar exatamente a potencia a mais exigida no procedimento, tanto maior quanto maior a razão e também se menor for a velocidade ao entrar na curva. Neste caso..curva em acensão... com falta de potencia da aeronave... de fato, insistir na decolagem foi o erro definitivo.
    obrigado.
    abraço

    ResponderExcluir
  8. Júlio Cézar, não se deve falar em curva neste caso porque em nenhum momento houve uma curva. Muito menor falar em "manobra para não perder altura" pois sequer ele nem ganhou altura.... pior ainda em se falar em potência. De fato, potência ele não tinha o suficiente para voar, devido único e exclusivamente o escesso de peso.

    ResponderExcluir
  9. Nossa!...verdade...jurava ter visto uma curva!
    ["manobra para não perder altura" pois sequer ele nem ganhou altura....]
    rs... tem razão.
    Valeu Fred. Abraços

    ResponderExcluir