Arquivos Aeronáuticos no Google+

AVIÕES LET-410 DA NOAR TINHAM MANUTENÇÃO PRECÁRIA

Má utilização e manutenção inadequada: essas seriam duas das causas que teriam contribuído para o acidente com o LET-410, da Noar Linhas Aéreas, no dia 13/07/2011.


Ex-funcionários da empresa, ouvidos pelo JC, revelaram que no último mês de abril, os dois aviões da Noar tiveram os motores completamente substituídos por causa de um defeito que deixava as aeronaves com baixa potência. A empresa teve, inclusive, dificuldade para repor um dos propulsores e os voos da companhia tiveram que ser realizados com um avião alugado da Passaredo.

O ex-funcionário explicou que o problema nos aviões se deu na câmara de combustão dos motores. Os técnicos que vieram ao Recife, realizar a substituição, explicaram que o defeito tinha sido causado pela prática da empresa, a de realizar seus voos a apenas 1.000 pés do solo.

“O ideal seria pelo menos o dobro de altitude. O voo panorâmico acabava expondo os motores a um desgaste maior porque existia uma maior resistência do ar e alta salinidade por estar voando perto do mar”, afirmou o ex-empregado, que preferiu não se identificar.

Ele revelou ainda que, os voos em altura inadequada não teriam prejudicado o funcionamento dos motores do avião, caso tivessem uma manutenção adequada. “Eles precisam comprar um compressor para limpar os motores após cada voo à baixa altura, mas nunca fizeram isso. O resultado é que, em menos de 1 ano, tiveram que substituir os 2 motores de um dos aviões e 1 motor de outro”, concluiu o informante.

A importância sobre os dados envolvendo a manutenção dos dois aviões da Noar Linhas Aéreas, ficou clara no último sábado (16), quando representantes da empresa prestaram queixa na Delegacia de Boa Viagem pelo furto do diário de bordo do avião PR-NOA, a aeronave da companhia que restou após o acidente de quarta-feira.

O livro de registro, que contém todas as informações dos pilotos sobre o funcionamento dos aviões, foi roubado do hangar da empresa e entregue a um funcionário da Rede Globo. O diário de bordo detalha como era precária a manutenção dada pela Noar aos seus dois LET-410, apesar dos constantes alertas dos funcionários.

“Um portador da Rede Globo esteve hoje à tarde na delegacia e devolveu o livro de bordo dizendo que ele foi despachado anonimamente para a sede da televisão. Um inquérito será instaurado para investigar do furto”, disse o diretor de Operações da Polícia Civil, Osvaldo Morais.


Relatório do Acidente
Image and video hosting by photobucket

3 comentários:

  1. Que seja Feita JUSTIÇA, e Que os Canálias Responsáveis Vão Parar Atrás Das Grades, Infelismente As Vidas Não Voltam Mais, Infelismente. Me Revolto Com a Avareza Dos Donos De Empresas Aéreas, " O Dinheiro é Tudo, As Vidas Não Valem Nada !!!


    Muniz.

    ResponderExcluir
  2. É... a ANAC só serve para cobrar taxas mesmo, assim como a grande maioria dos mediocres orgãos publicos. Onde foi parar toda aquela "burrocracia" e impecilios nas inspeções e na conceção das linhas, coisa que a gente (pilotos) temos na manutenção de licenças. Mas como no nosso país tudo da em pizza, não vai acontecer nada. Até quando vamos cruzar os braços e não fazer nada, pensando que não tem o que fazer ou que isso não tem a ver ou não vai acontecer comigo? VAMOS ACORDAR BRASIL !!!!

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente amigos, muitos desses episódios ainda estão por acontecer. Com a grande oferta de empregos no setor aeronáutico, alguns funcionários corruptos dentro da ANAC estão vendendo licenças de mecânicos e pilotos. Imaginem estes elementos sem o menor preparo profissional atuando no setor. ATENÇÃO O DESASTRE AINDA ESTAR POR VIR !!! E ninguém toma providência !!!

    ResponderExcluir