Arquivos Aeronáuticos no Google+

O SUCESSO FEMININO EM 10 PASSOS

AS 10 MELHORES MANEIRAS DE AUMENTAR O SUCESSO FEMININO NA AVIAÇÃO GERAL


1ª - Criar uma resolução da falta de dinheiro pela criação de um programa de empréstimo financeiro, com juros baixos, para treinamento na Aviação Geral, associado com programas em comunidades de faculdades e universidades. Fabricantes de aeronaves e grupos de aviação, juntos têm o interesse em aumentar o número de pilotos, especialmente femininos. Pela combinação de recursos, eles podem associar-se para criarem um fundo de empréstimo com baixa taxa de juros, o qual pode crescer com o pagamento de volta nos juros de capital principal, criando mais fundos para mais "Estudantes da Aviação Geral" aprenderem a voar.

2ª - Expandir a rede de escolas da Aviação Geral, concessões, ou empréstimos financeiros com juros baixos. Estes necessitam ser expandidos para mulheres com mais idade esperando iniciar ou completar programas de voo. Muitos dos atuais programas focam numa população demográfica mais jovem, especialmente mulheres com profissão orientada para a aviação.

3ª - Desenvolver um banco de dados sem custos e prontamente disponível de consultores e pilotos femininos em treinamento na Aviação Geral. Promover constantemente esta rede de consultores através de aeroclubes e na mídia da aviação. Focar em histórias de sucesso, especialmente usando redes de mídia social.

4ª - Criar uma comunidade de apoio on-line - "Mantenha-se Voando" - para pilotos femininos em treinamento, sem custos para elas.

5ª - Desenvolver "treinamento feminino de voo amigável" com mais tempo de simulador de voo e aumento do nível de confiança de mulheres pela construção sobre o que elas já sabem, em vez de ir rigorosamente pelos passos do currículo da Agência de Aviação Civil do país. Aeroclubes, Instrutores de voo e a Agência de Aviação Civil necessitam reconhecer que mulheres e homens têm estilos diferentes de aprendizagem e destreza. Em vez de um plano de ensino e treinamento de voo em formato único, a sequência de instrução necessita ser flexível para que se reconheça esta diferença de estilos de aprendizagem. Um estilo não é melhor do que o outro, eles são somente diferentes.

6ª - Individualizar e personalizar o processo de treinamento de voo com opções adicionais de informações para mulheres. Para resolver a falta de prática na leitura de mapas e orientação direcional, procurar maneiras sem custos, a fim de que elas aprendam geografia e leitura de mapas em sites da INTERNET.

7ª - Aumentar os níveis de competência e confiança de mulheres com os sistemas mecânicos da aviação através de treinamento de baixo ou nenhum custo de estudo individual usando DVDs para ajudá-las a fechar uma "brecha no curso", onde as mulheres não têm tido a oportunidade de desenvolver habilidades mecânicas.

8ª - Nos Aeroclubes, fazer uma atmosfera mais amigável às mulheres, com mais ênfase no contentamento da experiência social e em voo. É do interesse pessoal dos aeroclubes, olhar cada estudante feminino como uma potencial "Amelia Earhart". Nas paredes das instalações das escolas de aviação, devem ser decoradas com fotografias de estudantes sorridentes, de ambos os sexos, a fim de manter nos próprios o ar de serem heróis na aviação. Quadros artísticos com molduras de foguetes e fauna à jato não criam um ambiente social e não são bem vindos às alunas femininas. Cada aluno deve ser tratado como único e especial.

9ª - Encorajar a compatibilidade entre pilotos em treinamento e instrutores de voo a fim de permitir ao aluno poder sentir-se confortável com uma mudança ou fácil transição em relação ao instrutor de voo. Escolas de Aviação devem entender que formar pilotos, significa uma comunidade aeroportuária mais fortes. Da mesma forma que os alunos universitários "ovacionam" a universidade, mulheres pilotos formadas podem causar um enorme impacto positivo no sucesso futuro dos Serviços Fixos na Base Operacional.

10ª - Comemorar os menores marcos ao longo caminho da certificação de piloto. Premiar uma jornada e fazê-la divertir-se. Muitos dos alunos da aviação relataram que a comunidade aviatória fornecia o apoio emocional, frequentemente ausente na família e nos amigos. Se apensas 1/3 de 1% da população do Brasil possuem o certificado de Piloto Privado (Brevet) e, somente 6% desses, são pilotos mulheres, então, "Pilotas" são, de fato, "especias". O desejo em alcançar e ser "especial" pode ser um "benefício" maior, fazem com o tempo, esforço e gastos com aprendizagem em voar, algo lucrativo.

2 comentários:

  1. Parabéns às mulheres; que fazem a diferença em diversas áreas da sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como essa diferença é facilmente percebível amigo. Parabéns a todas elas mesmo...

      Excluir