Arquivos Aeronáuticos no Google+

VOR (VHF OMNIDIRECTIONAL RADIO RANGE)

VOR, (Very High Frequency Omnidirectional Range) é um equipamento eletrônico usado na navegação aérea dos aviões.


SINAIS DE PRECISÃO DO VOR

O radiofarol VOR emite dois sinais, um não-direcional e outro direcional (rotativo) alinhados com o norte magnético da terra. Um receptor a bordo da aeronave mede a diferença de fase entre os dois sinais e a converte em graus magnéticos chamados Radiais. Estas marcações indicam ao piloto sua localização. Os sinais do VOR não sofrem interferência elétrica da atmosfera e seu alcance máximo de 370 quilômetros dependerá da altitude da aeronave, obstáculos naturais e curvatura da Terra.

A estação VOR é representada nas cartas aeronáuticas por um hexágono, envolto por um retângulo quando estiver acoplado a um equipamento DME (equipamento telemétrico medidor de distância).

VOR é um tipo de sistema de rádio navegação para aeronaves. Um dos motivos das estações de VOR é o de transmitir sinais de rádio VHF composto incluindo o do identificador da estação, voz (se equipado) e sinais de navegação. O identificador é um código Morse. O sinal de voz é geralmente o nome da estação, em vôo alertas gravado ou ao vivo as transmissões de serviço de vôo. O sinal de navegação permite que o equipamento de navegação determine e receba um sinal magnético da estação para a aeronave.

FIM DO EQUIPAMENTO ?

O VOR está sendo retirado de operações gradativamente, devido à adoção do RNAV (GPS), que funciona via satélite como equipamento padrão de navegação das aeronaves de pequeno porte.

O GPS é um sistema norte-americano de localização geográfica por satélite, e por este motivo, estão sujeito as vontades do governo dos Estados Unidos, que não apenas uma vez o retirou de funcionamento por algumas horas. Um destes eventos foi durante os atentados terroristas em 11 de Setembro de 2001, na ocasião, muitas aeronaves que estavam voando e dependiam do sistema para navegar simplesmente pararam de responder, e seus pilotos tiveram de assumir a navegação manualmente por outros meios de auxílio.

Por este motivo, o GPS não é considerado um equipamento de navegação aérea na legislação brasileira de aviação, sendo que toda aeronave deve possuir rádios navegadores para VOR e NDB para preencher os requisitos de aeronavegabilidade, ou seja, ter apenas um GPS na aeronave não faz dela uma aeronave homologada para navegação aérea, e, portanto, só poderá ser usada para vôos visuais e de recreio e lazer, e até 30 milhas náuticas do aeródromo de origem.

VOR & NDB

Assim como o VOR, existe outro equipamento de auxílio à navegação aérea, o NDB (Non Directional radio Beacon, ou Farol Rádio não Direcional).

A principal diferença entre o VOR e o NDB é que o VOR possui 360 radiais, e o equipamento embarcado na aeronave pode ser ajustado para identificar essas radiais individualmente. Se um avião quiser voar para o SUL de uma estação VOR (Radial 180) é possível, pois o equipamento de rádio sabe em qual radial está e assim o vôo pode ser ajustado para que esta radial seja mantida. Já o NDB não possui radial, portanto, é possível saber para qual direção o NDB está, mas não é possível saber a sua própria posição em relação ao NDB, uma vez que você pode estar em qualquer lugar dentro do alcance do NDB.

Um exemplo clássico: Para voar de São Paulo a Curitiba, basta sintonizar o VOR de Congonhas, e voar alinhado com a Radial 285. Isso porque Curitiba fica a 285 graus de São Paulo. Ao longo do trajeto, o sinal vai ficando mais fraco e as linhas radiais vão ficando cada vez mais largas, comprometendo um pouco a precisão, então, basta sintonizar o VOR de Curitiba e seguir a viagem na mesma radial.

Os sinais de rádio do VOR são transmitidos em ondas VHF, com freqüências entre 108,0 e 119,9 MHz, sendo que de 108 até 112 são apenas utilizadas as freqüências pares, pois naquele intervalo as freqüências ímpares são destinadas aos localizadores ILS. Já os sinais do NDB são transmitidos em AM, com freqüências entre 100 e 520 kHz.

Estações de VOR em áreas de insegurança magnética tem a orientação de bússola com relação ao Norte Verdadeiro. Essa linha de posição é chamada de "radial" a partir do VOR. O "cruzamento" de duas radiais de estações de VOR diferentes em um gráfico fornece uma posição aproximada da aeronave.

A grande vantagem do VOR é que os sinais de rádio fornecem navegação usando o equipamento a bordo para as comunicações e as informações de uso são emitido em impressos gráficos e atribuído aos canais de rádio entre 108,0 MHz (megahertz) e 117,95 MHz (com espaçamento de 50 kHz), quando está no alcance do VHF (muito alta freqüência).

Antes de utilizar um indicador de VOR pela primeira vez, ele pode ser testado e calibrado em um aeroporto com uma facilidade de teste de VOR, ou VOT. A VOT difere de um VOR porque ele substitui o sinal variável direcional com outro sinal omnidirecional, em um sentido de transmissão de 360º em todas as direções das radiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário