Alerta de Proximidade com o Solo

GPWS SYSTEM

O sistema GPWS foi projetado para avisar aos pilotos quando sua aeronave está em perigo imediato ao voar próximo ao solo ou a um obstáculo.
Os sistemas mais avançados, introduzida em 1996, são conhecidos como os dispositivos de maior proximidade de advertência (Enhanced Ground Proximity Warning Systems - EGPWS). Ás vezes erradamente é chamado de sistemas de alerta consciência de terreno (Terrain Awareness Warning Systems).

O sistema monitora a altura da aeronave acima do solo, determinado por um altímetro radar. Um computador, em seguida, mantém o controle dessas leituras, calcula tendências, e avisar ao piloto através de mensagens visuais e de áudio e se a aeronave estiver definido em certas configurações de vôo ("modalidades").

OS MODOS SÃO:

PULL UL & SINKRATE - Taxa de descida excessiva.

TERRAIN & PULL UP - Alta taxa de proximidade do solo.

DON´T SINK - Perda de altitude após a decolagem.

TOO LOW TERRAIN , TOO LOW GEAR & TOO LOW FLAPES - Configuração insegura da aeronave dada a proximidade do solo.

GLIDESLOPE - Desvio excessivo abaixo do ILS.

BANK ANGLE - Proteção de ângulo de viragem excessiva.

WINDSHEAR - Proteção contra tesoura de vento.

Em operações com aviões comerciais, existem procedimentos legalmente obrigatórios, que deve ser seguido caso um aviso de cuidado EGPWS ocorrer. Ambos os pilotos devem responder e agir em conformidade, uma vez que o alerta foi emitido.

Antes do surgimento deste sistema, por ano aconteciam cerca de 3,5 acidentes em vôos controlados. No início da década de 70, este número desceu para dois acidentes por ano. A partir de 1974, a FAA exigiu que todas as grandes aeronaves fossem equipadas com o GPWS, o que levou ao fim dos acidentes dos vôos controlados, nos EUA. Desde o ano 2000, a exigência da presença deste sistema chegou às aeronaves de menor porte.

Em 2002, o GPWS foi substituído pelo EGPWS / TAWS (Enhanced Ground Proximit Warning System) ou (Sistema melhorado de alerta de proximidade ao solo).O GPS tradicional apenas alertava para a proximidade ao solo imediatamente abaixo da aeronave, não prevendo, assim, quaisquer mudanças do mesmo. Com o desenvolvimento do GPS, o problema foi solucionado com a inclusão, nos computadores de bordo, dos dados geográficos da superfície terrestre. O GPWS é, assim, melhorado, passando a fornecer indicações aos pilotos, sobre o terreno que têm à sua frente, e permitindo a estes que tomem ações evasivas.

Alarms, T-CAS and GPWS of Boeing 737

Nenhum comentário:

Postar um comentário