Arquivos Aeronáuticos no Google+

QUAL O AVIÃO PERFEITO ?

O AVIÃO PERFEITO AINDA ESTÁ
EM DESENVOLVIMENTO

Um avião comercial gera, em um voo de apenas três horas, de 380 a 750 quilos de dióxido de carbono (o vilão do efeito estufa) por passageiro. Isso é o quanto um carro popular produz em aproximadamente um mês.


Devido a esse alto índice poluente, O Instituto Tecnológico de Massachussets (MIT, na sigla em inglês) está desenvolvendo uma aeronave para reduzir significativamente esse impacto ambiental.

As vantagens que esse “avião ecológico” promete são as seguintes: gastará 70% menos combustível (o que diminui consideravelmente o preço da passagem), emitirá 75% menos de óxido de nitrogênio, além de ser menos barulhento e de poder decolar e aterrissar em pistas mais curtas.

O avião que será construído em parceria com a NASA, terá capacidade para 180 passageiros, a princípio. A tecnologia utilizada é chamada de “dupla-bolha”. O nome é devido aos cilindros da turbina do avião, que serão construídos em um formato parecido com o de duas bolhas de sabão concêntricas.

O projeto, contudo, não será concluído do dia para a noite. A previsão da MIT é que eles fiquem prontos em 2035. Até lá, os aviões seguirão sendo mais poluentes e barulhentos do que os ambientalistas desejam. E, certamente, mais caros do que nós gostaríamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário